publicidade

Eneacampeão

Escrito por Renato Russo
Um dos maiores vencedores da história de todo o kartismo brasileiro

Quem diria que nós brasileiros quebraríamos um recorde mundial praticamente impossível, o de maior número de pilotos inscritos num único evento na atual temporada.

Um campeonato para guardar na memória de todos os brasileiros, por títulos inéditos, pela ótima organização, pela cobertura de imprensa e sim, pela primeira vez, um Campeonato Brasileiro televisionado ao vivo por uma grande emissora. Parabéns Assis Gurgacz, poderia ser sempre assim rsrsrs!!!

Um campeonato cheio de surpresas, com muitas alternâncias de posições, sempre muito disputadas, até demais! Confesso que nunca vi um Brasileiro com tantos toques, tantos acidentes feios e tantos favoritos ficando no meio do caminho!

Mas também teve o lado bom da coisa, garotos mostrando o potencial desde pequeno, vindo lá de trás e chegando entre os ponteiros, mostrando para alguns "marmanjos" que não pode desistir ou desanimar antes do final, isso é kart, ser competitivo até o fim, independente dos seus problemas!

Juro que não esperava quebrar mais uma vez o recorde de títulos brasileiros, afinal tenho dois pilotos extraordinários nessa disputa, Olin Galli e André Nicastro. Por muito pouco não empatamos, Nicastro e eu, mesmo assim ele saiu com um título de Campeão e um Vice-Campeão na principal categoria do kartismo nacional.

Para mim foi uma semana especial, não tinha o melhor equipamento, mas tinha o principal, a persistência de achar o melhor acerto e, com isso, pessoas dispostas a trabalhar com calma e paciência, afinal só vale a Final!

Lembro de várias pessoas “me tirando”: “está velhinho, já passou seu tempo, você está correndo?”. “Não sai nem no painel”. Mas de boa, tiro isso de letra, se tornou normal em todos esses anos. Pelo contrário, foi um "gás" a mais para eu correr atrás do que tanto queria e, ao mesmo tempo, dar o exemplo aos pilotos que cuido, que temos que lutar até o fim.

Hoje pode estar ruim, amanhã quem sabe a coisa pode mudar! Comecei tomando um segundo e meio no primeiro treino, para chegar no aquecimento antes da Final tomando só dois décimos! Sabia que tinha que fazer uma corrida de cabeça, piloto que já tinha jurado o outro na balança, rixas antigas; tinha que tirar por volta dois décimos para não ficar muito atrás, mas no meio da prova, senti meu kart "amarrar", achei que tinha errado a libra (no final vimos que “correram” os dois cubos traseiros), o que complicou ainda mais meu rendimento.

Mas nada que tirasse minha concentração. Comecei a mudar o traçado para não perder os ponteiros de vista, mas a sorte realmente estava comigo rsrsrs. O tal do "retardatário" apareceu como uma benção e juntou todos de novo e aí começou a minha Final. Pilotos se tocando e ficando no meio do caminho, P4 faltando duas voltas e CONFESSO, achei que não daria, mas quando os dois primeiros se tocaram e ficaram ali mesmo, vi minha sorte aumentar e em duas curvas assumi a liderança para não perder mais!!!

Era o título, o NONO título, novo recorde e em casa, afinal considero Penha como minha segunda casa! Tenho uma confissão a fazer, mesmo com todo esse currículo: "Se fosse na Europa ou Estados Unidos, tenho certeza que seria mais respeitado, receberia um prêmio justo, não só eu como o Nicastro. FUI APENAS ENEACAMPEÃO BRASILEIRO. Basta!!!”

Agradeço imensamente a Kart Mini, KTT, Corsa Racing, Tibola Competições, Gago Carburadores, Beca Designer, Paralego, a toda minha equipe, José Nascimento, Manoel Hermínio (Mané), Marcelo Castilho (Ara), Danilo, Iferson (brother), a todos que  me ajudaram financeiramente, mas que não posso citar nomes, e principalmente a Deus, eu sei que você me ajudou como sempre!!!