publicidade
20/10/2017 09:06

Dono da volta mais rápida na Final, Henrique Magioni subiu no pódio da Cadete na Copa Brasil


Foto: Bruno Gorski

Henrique Magioni


Terminou no último sábado (14) a maratona da 19ª Copa Brasil. Cerca de 150 pilotos de todo o país buscaram os títulos no Circuito Paladino Internacional, na Paraíba. Pela categoria Cadete, classe que reuniu o maior número de pilotos no evento, o mineiro Henrique Magioni (Instituto Nascer | Grupo Happy News | Sabiá Racing) teve grande atuação e finalizou o campeonato na terceira posição.

A participação de Magioni na Copa Brasil começou ainda na terça-feira, quando foram iniciados os treinos livres. Com muita humildade, o piloto seguiu passo a passo todas as orientações recebidas pela equipe Sabiá Racing e, com isso, foi construindo uma sólida atuação. Foram cinco sessões de treinos livres quando, em todas elas, o piloto de Belo Horizonte esteve no Top6.

A tomada de tempos foi disputada na tarde de sexta-feira. Henrique, sabendo de seu potencial, foi para a pista em busca da pole-position. Porém, devido às características do traçado, o piloto do kart #5 não conseguiu um posicionamento ideal para a sua volta rápida e, com isso, ficou apenas com a oitava marca, o que lhe garantiu um lugar na quarta fila para o grid da primeira bateria.

Animado, o piloto partiu para as corridas classificatórias de sexta-feira. Foram duas provas muito acirradas, mas infelizmente Magioni não conseguia acompanhar o ritmo dos pilotos do primeiro pelotão. Seu ritmo era cerca de um segundo mais lento por volta, mas, mesmo assim, o garoto fez o possível na pista e finalizou a primeira corrida em 10º e a segunda em 11º.

“O motor do meu kart não ia. Não acompanhava os meninos da frente. Não tinha o que fazer. Até na descida da reta elas abriam de mim. Amanhã, como tem resorteio antes da Final, vou rezar para pegar motor melhor. Eu gosto desta pista e quero ir para cima”, comentou o jovem piloto.

Muito concentrado, Henrique sentou-se em seu kart e partiu para a última corrida. Em uma largada brilhante, o piloto ganhou nada menos que seis posições, pulando do 11º para o sexto lugar em duas curvas. Com bom rendimento, ele conseguiu se manter durante toda a corrida no primeiro pelotão. Assim, na metade da prova ele já era o terceiro, buscando a pequena diferença aberta pelos dois primeiros. Na penúltima volta, porém, um enrosco fez com que ele caísse para o quinto lugar. Com a garra dos grandes campeões, Henrique não se deixou abalar. Ele conseguiu espaço na acirrada briga pelo título, ganhou duas posições na última volta e, com isso, recebeu a bandeirada final em um comemorado terceiro lugar.

“Foi uma final sensacional. Qualquer um dos seis primeiros poderia ter ficado com o título. Agradeço muito à minha família e todos da equipe Sabiá Racing pelo grande trabalho feito com meu equipamento. Sigo animado para as últimas corridas do ano e, quem sabe, não comemoramos ainda alguma vitória no Light ou na Taça Minas”, comentou o garoto que registrou também a melhor volta da corrida com o tempo de 1m01s074.

Fonte: Quick Comunicação e Marketing

  • Não há comentários cadastrados até o momento!