publicidade
12/12/2017 14:22

Decisão do título na 15ª edição da Copa São Paulo Light teve mais de 120 pilotos em Aldeia da Serra


Foto: Jackson de Souza

Terminou com sol e provas fantásticas a 15ª edição da Copa São Paulo Light. 124 pilotos foram ao Kartódromo Aldeia da Serra, na região metropolitana paulista, caracterizando um número superior em mais de 20% ao anotado na etapa do mês de novembro. Em um dia que recebeu rodada tripla de competições, a emoção falou muito alto quando foram revelados os campeões da temporada 2017.

Como tradicionalmente acontece, a categoria Mirim abriu a pista com os pilotos com idades entre seis e oito anos. De forma até mesmo impressionante, esta classe se mostrou muito forte ao longo de toda a temporada e nesta rodada 18 participantes formaram o grid para a primeira largada. A tomada de tempos foi realizada ainda na sexta-feira e o estreante Gabriel Brito marcou a pole-position. Nas corridas, porém, brilhou a estrela do brasiliense Gabriel Koenigkan que, com três vitórias, foi absoluto e levou o primeiro lugar da rodada. Na segunda posição do pódio ficou Heitor Dall’Agnol (RS) e, em terceiro, Chico Neto (PB). O título da temporada ficou com Dall’Agnol.

Com invejáveis 25 pilotos no grid, a categoria Cadete mais uma vez mostrou a sua força e, sobretudo, o correto caminho na renovação do automobilismo brasileiro. Com a pista molhada o jovem Felipe Falk (PE) mostrou sua técnica e, com quase meio segundo de vantagem, registrou a pole-position. Nas corridas, a exemplo do que aconteceu na Mirim, o dia foi dominado por Matheus Ferreira (DF) que, com três vitórias, acumulou a pontuação máxima da etapa e foi ao alto do pódio. Nicholas Chon (SP) ficou com a segunda colocação e Vinícius Tessaro com o terceiro lugar. No campeonato o título ficou com Chon, que teve uma temporada de grandes conquistas.

A disputa de título mais acirrada desta edição da Copa São Paulo Light foi, sem dúvida, na categoria Júnior Menor. Guilherme Figueiredo (SE) e Lucas Staico (MG) chegaram à final separados por apenas um ponto e o título dependeria exclusivamente das atuações de cada um. Alheio à briga dos dois, porém, o pernambucano Rafael Câmara, em excelente fase, dominou de maneira inconteste a rodada. Ele venceu as três corridas e, com 33 pontos conquistados, foi ao mais alto lugar do pódio. Na segunda posição ficou Pedro Aizza e, em terceiro, Lucas Staico. De forma dramática a disputa do título ficou empatada entre os dois pilotos e, por seu maior número de vitórias, Lucas garantiu o título da temporada 2017.

Com a pista molhada o piloto paulista Enrico de Lucca mostrou seu potencial e registrou a pole-position da Júnior com o tempo de 54s191. Nas corridas, porém, as disputas pela liderança ficaram entre os pilotos da Academia Shell Racing, os paulistas Felipe Baptista e Diego Ramos, que efetivamente brigavam pelo título. Com duas vitórias e um quinto lugar, Felipe conseguiu venceu a etapa e, consequentemente, ficou com o título. No pódio do dia ficou na segunda posição Gabriel Crepaldi (SP) e, em terceiro, João Matos (MG).

Encerrando as disputas da manhã a Sprinter tomou o traçado. A luta pelo título era intensa e, com isso, a tensão tomou conta dos pilotos. Três voltas de apresentação tiveram de ser dadas até que os karts estivessem alinhados para a largada. Com uma vitória, um segundo e um terceiro lugares foi ao pódio do dia na primeira colocação o mineiro Paulo Neto. José Victor Backes (SC) foi o segundo e João Renato Corbelini (RJ) o terceiro. Mesmo longe do pódio, o gaúcho Luiz Otávio Floss fez uma prova de marcação ao seu principal concorrente e, com isso, garantiu o título da temporada.

As categorias Sênior “A” e “B” foram para a pista com um representativo grid formado por 18 competidores. De forma até mesmo surpreendente, Marcelo Vaz (SP), da “B”, garantiu a pole-position geral. Nas corridas, porém, as disputas foram de arrepiar e, de forma natural, os pilotos da “A” pularam na frente e lutaram muito. Com duas vitórias e um terceiro lugar o carioca Ernandes Onassis ficou com a primeira posição geral e na divisão “A”. Ele foi seguido no segundo lugar por Maique Paparelli (SP) e, em terceiro, por Rodrigo Piquet (DF). O título da Sênior “A” já havia sido definido na etapa anterior e ficou com o paulista Danillo Ramalho. Pela divisão “B” o pódio do dia teve Rodrigo Morelli (SP) em primeiro, Marcelo Vaz (SP) em segundo e Marcelo Brandão (MG) em terceiro. Com a terceira posição do dia Brandão comemorou também o título da temporada 2017.

A categoria Super Sênior teve o domínio completo do paulista Ussama Ferdiniam. De maneira inconteste ele cravou a pole-position e anotou nada menos que as três vitórias do dia completando assim o que é chamado de Hat-Trick no automobilismo. Com dois segundos e um terceiro lugar, Ricardo Thomazi ficou com a segunda posição e em terceiro ficou o também paulista Jorge Borelli. Por sua grande campanha na temporada, Thomazi ficou com o título.

Encerrando o sábado de competições, a categoria F4 levou 13 competidores à pista mostrando também muita força nesse final de temporada. Confirmando seu excepcional ano e, sobretudo, de maneira incontestável, o paulista Giuliano Forcolin venceu nada menos que as três baterias desta rodada tripla e, com isso, confirmou o seu título da temporada 2017. No pódio do dia, na segunda posição, ficou Sinder Bitton Neto e, em terceiro, Rodrigo Anzanello.

O título da categoria Graduado foi definido na nona rodada e, com isso, os pilotos acabaram optando por não disputar as provas desta décima e última etapa do ano. Assim, o multicampeão André Nicastro (RJ) foi quem ficou com o título, tendo como vice Murilo Coletta e, em terceiro, seu irmão Marcel Coletta.

Fonte: Quick Comunicação e Marketing

  • Não há comentários cadastrados até o momento!