publicidade
11/12/2017 10:37

Felipe Baptista venceu a última rodada do Light e se sagrou campeão da Júnior


Foto: Jackson de Souza

Felipe Baptista


Piloto da Academia Shell Racing, Felipe Baptista conquistou o título da Copa São Paulo Light no último sábado (9), pela categoria Júnior. A etapa final foi disputada em Aldeia da Serra e marcou o encerramento da temporada 2017.

Por ser a última do campeonato, a etapa foi disputada em três baterias e já na primeira corrida Felipe Baptista mostrou que estava em mais um dia inspirado. Largando da sétima posição, o piloto foi ultrapassando um a um seus adversários e venceu a prova. Partindo da quinta colocação na segunda corrida, o novo campeão do Light, com 84 pontos, vinha fazendo outra ótima corrida até que, faltando três curvas, foi tocado por um adversário e terminou a corrida em quinto.

Na terceira e última prova do dia, Felipe precisava apenas de um quinto lugar para ser campeão, porém o jovem piloto de 14 anos deu um novo show. Largando da quinta posição, Felipe pulou para segundo já na primeira volta e assumiu a liderança da prova na volta cinco. Na liderança da corrida foi só o piloto da Academia Shell correr com inteligência, administrar a vantagem e garantir mais um título no ano - ele já havia conquistado o Campeonato Brasileiro na categoria Sudam Júnior.

“Ganhar mais um título nesse ano é sensacional. Campeão Brasileiro, vice da Copa Brasil e agora campeão no Light, isso me dá mais confiança para começar ano que vem na categoria Graduados junto com muitos pilotos bons e rápidos”, comentou Felipe.

Já Diego Ramos, o outro representante da Academia Shell, vencedor da segunda bateria e terceiro colocado na última corrida, ficou com o vice-campeonato. O atual campeão brasileiro e da Copa Brasil na categoria Júnior teve um problema na primeira corrida, o que acabou pesando negativamente no resultado final da disputa. Após um toque do adversário, o para-choque do seu kart caiu fazendo com que o piloto de 15 anos tivesse que abandonar a prova, perdendo pontos importantes na disputa pelo título.

'Foi um fim de semana muito difícil. Na primeira bateria larguei em quarto e logo fui para segundo, porém, um adversário acabou tocando no meu kart, o para-choque caiu e tive de abandonar. Na segunda, consegui vencer largando de nono e, na última, fui terceiro após um problema no motor. Mas foi um ano muito bom, terminei em segundo no campeonato, fizemos mais uma dobradinha para a Academia Shell e isso é muito importante”, contou Diego.

Nesta semana Felipe Baptista e Diego Ramos já estarão novamente em ação, defendendo as cores da Shell Racing nas 500 Milhas Granja Viana, prova festiva que encerra o calendário do esporte a motor brasileiro há mais de duas décadas.

Fonte: Luís Ferrari

  • Não há comentários cadastrados até o momento!