publicidade
24/11/2017 07:14

Guilherme Figueiredo brilhou nos Estados Unidos e conquistou pódio no SKUSA SuperNationals


Foto: Flávio Quick

Guilherme Figueiredo


Terminou no último domingo (20), em Las Vegas, nos Estados Unidos, a 21ª edição do SKUSA Supernationals. A competição de 2017 reuniu mais de 600 pilotos na pista montada no estacionamento do Las Vegas Convention Center e reuniu em suas provas os mais talentosos pilotos do mundo.

Representando o Brasil e o estado de Sergipe, o piloto Guilherme Figueiredo (Banese Card | Banese Corretora de Seguros | Maratá | Restaurante Karranca’s), que em 2016 já havia se destacado bastante no campeonato, seguiu para a América do Norte com o objetivo único de marcar efetivamente o seu nome na história da competição.

Com o suporte técnico da equipe RPG Motorsport e atenção profissional de Daniel Ramalho, seu preparador de chassis aqui no Brasil, o piloto teve uma atuação destacada na competição e, ao final de cinco dias de atividades, completou a prova final em um comemorado quinto lugar.

A participação de Guilherme ao longo da semana foi crescente conforme as atividades iam acontecendo. Em um traçado completamente novo e, mais do que isso, utilizando outra marca de chassis, o piloto foi se adaptando às condições do evento treino após treinos. Sempre entre os dez mais velozes da pista, ele sabia que uma boa volta na tomada de tempos lhe daria a condição de boas corridas classificatórias e, consequentemente, um bom lugar para a disputa da Final.

Dentre os 70 pilotos de sua categoria, ele garantiu o oitavo melhor tempo da pista e, com isso, assegurou o direito de largar sempre na segunda posição do grupo “D”. Nas classificatórias, onde a maior preocupação era de não se envolver em acidentes, Guilherme conseguiu terminar as três, sendo uma em 4º, outra em 7º e a outra em 10º. Com 21 pontos perdidos, o piloto atingiu seu objetivo e seguiu para a Final na 11ª posição, abrindo a sexta fila do grid de largada.

A decisiva corrida foi disputada no início da tarde de domingo. Após boa largada, Figueiredo conseguiu se manter no primeiro pelotão e, pouco a pouco, imprimiu um forte ritmo. Com ultrapassagens arrojadas ele ganhou seis posições e, ao final das 12 voltas, finalizou o campeonato no quinto lugar.

“Estou muito feliz. Infelizmente nosso equipamento desse ano não dava para brigar pelo título. Eu dei o meu melhor e consegui trazer um troféu americano para a minha querida Aracajú”, comemorou o piloto de 12 anos.

NA PRÓXIMA SEMANA TEM MAIS DISPUTA DE TÍTULO – Daqui duas semanas, no dia 4 de dezembro, Figueiredo embarcará para São Paulo, capital. No Kartódromo Aldeia da Serra, na região metropolitana paulista, o jovem sergipano irá buscar um dos títulos mais difíceis do país, o da Copa São Paulo Light.

O Light é uma competição realizada em dez etapas durante o ano e os melhores pilotos do país utilizam suas corridas como forma de preparação para as provas nacionais e internacionais. Guilherme liderou a maior parte da temporada, perdeu a ponta a três rodadas atrás e na etapa de novembro recuperou a liderança faltando apenas uma etapa para a Final.

“O Guilherme é muito dedicado e inteligente. Já estudamos todas as possibilidades matemáticas de conquistar o título e agora vai depender apenas das situações de pista para levarmos este troféu para Sergipe”, finalizou Thiago Figueiredo, pai do piloto.

Fonte: Quick Comunicação e Marketing

  • Não há comentários cadastrados até o momento!