publicidade
03/07/2017 16:55

Brasil garantiu dobradinha com Wilton Júnior e Aboissa no Sul-Americano de Rotax na Colômbia


Foto: Divulgação

Pódio da Max Masters, com os brasileiros Wilton Santos Júnior e Michel Aboissa


No último final de semana a cidade de Cajicá, localizada na região metropolitana de Bogotá, na Colômbia, foi palco do International Rotax Max Challenge South American, que é a principal competição do kartismo sul-americano da atualidade. O Brasil conquistou um título na categoria Rotax Max Masters, com o paulista Wilton Santos Junior, e esteve perto de conquistar outros bons resultados em mais uma bela participação.

Mais de 140 pilotos, de quase todos os países da América do Sul, disputaram a competição em solo colombiano. O Brasil estava representado por 13 competidores, distribuídos entre as sete categorias. Na pista, os brasileiros mostraram que eram favoritos desde os treinos. Na Rotax Max Masters, Wilton Santos Junior e Michel Aboissa davam indícios de que o título ficaria entre um dos dois. Ambos protagonizaram uma perseguição desde as corridas classificatórias, até a final, quando Junior sagrou-se campeão. O título marcou o bicampeonato do piloto, que já havia vencido em 2014, em Buenos Aires, na Argentina, pela mesma categoria. Agora, o Brasil tem seu primeiro piloto confirmado para disputar o RMC Grand Finals. O peruano Rafael Fernandez completou o pódio. Entre os outros brasileiros, Roberto Azana foi o oitavo e Luiz Antônio o 12o.

Outra categoria que o Brasil esteve com chances de se sagrar campeão foi na Rotax DD2 Masters. Michel Aboissa e Fernando Guzzi mostravam que iriam superar os experientes Juan Pablo Rico, da Colômbia, e Gabriel Zughella, da Argentina. Porém, Guzzi teve problemas durante a corrida final e perdeu as chances de se tornar campeão. Aboissa, no entanto, fez a volta mais rápida da prova, mas terminou na quinta colocação. O título ficou com Rico, com Zughella em segundo e Santiago Guerreiro, também da Colômbia, em terceiro. O brasileiro Diego Lozov foi o oitavo colocado.

A Colômbia voltou a vencer na Rotax DD2, com o piloto José Alzate. Juan Villacis, do Equador, foi o segundo, e José Brito, também do Equador, o terceiro. Único representante brasileiro na categoria, João Rosate, foi o 17º, após se enroscar com outros pilotos, quando lutava pela terceira posição. Foi a estreia de Rosate na categoria DD2. O piloto, campeão Sul-Americano em 2015 pela Sênior Max, mostrou o motivo de ser um dos principais nomes do Brasil. Já na Rotax Sênior Max, o chileno Benjamin Ramos comemorou o título, com o argentino Santiago Fabani, em segundo, e o colombiano Daniel Quintero, em terceiro. O brasileiro Victor Schoma estava em terceiro, faltando duas voltas para o fim, quando abandonou a corrida, motivado por um toque.

Na Rotax Junior Max, Guilherme Peixoto conseguiu se manter entre os dez primeiros colocados e terminou a competição em oitavo. O título da categoria ficou com o equatoriano Matias Barzallo. Henri Cubides e David Cardenas, ambos da Colômbia, completaram o pódio.

Na Mini Max, o pódio foi totalmente colombiano. Diego Contecha faturou o título, com Juan Ardila em segundo e Kritoper Rojas em terceiro. Entre os brasileiros Lucca Zucchini foi o 13o e Rafael Dias o 15o. Já na Micro Max, a vitória ficou com o argentino Felipe Bernasconi, seguido de Thomas Escamilla (Colômbia) e Daniel Quintero (Colômbia). O brasileiro Felipe Falk foi o 17o. Em ambas as categorias, os brasileiros superaram as dificuldades e em todos os momentos lutaram contra os adversários, ganhando muita experiência.

Entre os 141 pilotos, 71 eram estrangeiros, mostrando o motivo da competição ser a principal do calendário do kartismo sul-americano. A Colômbia ficou com três títulos. Brasil, Chile, Equador e Argentina garantiram um título para cada. Todos os campeões do Campeonato Sul-Americano Rotax garantiram suas vagas para disputar as Olimpíadas do Kart, em novembro, em Portugal.

Confira os três primeiros de cada categoria e as posições dos brasileiros na Colômbia:

Rotax Max Masters
1. Wilton Santos Junior (BRA)
2.
Michel Aboissa (BRA)

3. Rafael Fernandez (PER)
8. Roberto Azana (BRA)
12. Luiz Antônio (BRA)

Rotax DD2 Masters
1. Juan Pablo Rico (COL)
2. Gabriel Zughella (ARG)
3. Santiago Guerrero (COL)
5. Michel Aboissa (BRA)
8. Diego Lozov (BRA)
16. Fernando Guzzi (BRA)

Rotax DD2
1. José Alzate (COL)
2. Juan Villacis (EQU)
3. José Brito (EQU)
17. João Rosate (BRA)

Rotax Sênior Max
1. Benjamin Ramos (CHI)
2. Santiago Fabani (ARG)
3. Marco Hinojosa (COL)
19. Victor Schoma (BRA)

Rotax Junior Max
1. Matias Barzallo (EQU)
2. Henri Cubides (COL)
3. David Cardenas (COL)
8. Guilherme Peixoto (BRA)

Rotax Micro Max
1. Felipe Bernasconi (ARG)
2. Thomas Escamilla (COL)
3. Daniel Quintero (COL)
17. Felipe Falk (BRA)

Rotax Mini Max
1. Diego Contecha (COL)
2. Juan Ardila (COL)
3. Kritoper Rojas (COL)
13. Lucca Zucchini (BRA)
15. Rafael Dias (BRA)

Fonte: WNGMKT.

  • Não há comentários cadastrados até o momento!