publicidade
30/06/2018 15:43

João Cunha vence disputa cerebral na Sênior Max e leva o título Sul-Americano e a vaga no Rotax Max Finals


Foto: Erno Drehmer

Travaglini, Cunha e Prando


Ainda que o único ataque pela liderança tenha sido apenas no final da última volta, a Sênior Max foi emocionante. E muito. Mas porque, se não tivemos nenhuma briga pela ponta? Porque a disputa foi no cronômetro, protagonizada por dois excelentes pilotos – e o título poderia ter ficado com qualquer um, sem nenhuma injustiça.

Desde o início na liderança, Luca Travaglini sustentou a ponta por 24 das 25 voltas. Mas, a diferença para João Cunha, que chegou a estar em 4º, ia caindo lentamente, cerca de meio décimo por volta e ficava a expectativa para saber se o líder seria alcançado.

O 1,5 segundo de vantagem começou a cair mais rápido, mas em nenhum momento os pilotos erravam e, assim, víamos uma corrida “cerebral” e, mesmo sem disputas diretas, uma corrida que prendeu a atenção de todos.

Mas Cunha começou a chegar mais rápido e mais rápido até diminuir para dois décimos a desvantagem que tinha para Travaglini. Cunha chegou em definitivo e em uma das últimas curvas colocou de lado, sem dar chance de defesa para Travaglini.

Cunha foi o campeão, Travaglini o vice e nós tivemos o privilégio de ver dois ótimos pilotos em ação. Enzo Prando foi o terceiro colocado.

No Facebook da Rotax Brasil é possível assistir imagens ao vivo das provas classificatórias, com narração de Murilo Locutor.

Os resultados serão publicados após a confirmação oficial, já que ainda podem haver penalizações desportivas e/ou técnicas.

Fonte: Portal Kart Motor | Erno Drehmer

  • Não há comentários cadastrados até o momento!