publicidade
04/04/2018 08:54

Firás Fahs viveu situações diversas em Londrina e somou grande aprendizado na disputa do Sul-Brasileiro


Foto: Divulgação

Firás Fahs


O 21º Campeonato Sul-Brasileiro, encerrado no último sábado em Londrina, foi um grande aprendizado para o piloto Firás Fahs, de Foz do Iguaçu. Em um único fim de semana, Firás viveu várias situações de corrida, que resultaram em um grande aprendizado que será muito útil para a sua carreira no futuro.

Firás recebeu toques ou batidas em todos os treinos e provas da categoria Cadete no Kartódromo Luigi Borghesi. Andou com pista seca e com pista molhada – com pouca e muita chuva. Na quinta-feira, foi 16º no primeiro treino; 14º, no segundo; e 15º no terceiro. Terminou o dia como o 16º mais rápido. Na sexta-feira, foi 12º no warm-up e no treino classificatório, conquistou a 15ª colocação para o grid de largada. Na primeira bateria, foi o 13º e 17º na segunda, o que o levou a largar em 21º na última corrida. No sábado, foi 21º no warm-up, mesma posição que terminou a corrida.

Wassim Fahs, pai e chefe de equipe de Firás, diz que o importante foi o aprendizado. “Os toques e batidas tiraram as possibilidades de figurar entre os primeiros colocados nas provas e fizeram com que o kart de Firás perdesse rendimento. Na bateria Final estava inguiável”, disse.

Com o Sul-Brasileiro no passado, Firás passa a pensar somente na 3ª etapa da Copa São Paulo, que será disputada no próximo dia 14, no Kartódromo Granja Viana, em Cotia, na Grande São Paulo. A competição será no mesmo circuito que será sede do Campeonato Brasileiro, em julho.

Fonte: Luiz Aparecido

  • Não há comentários cadastrados até o momento!