publicidade
23/04/2017 15:13

Última bateria em Caçador revelou os doze novos campeões do Sul-Brasileiro


Foto: Flávio Quick

Está encerrada a 20ª edição do Sul-Brasileiro em Caçador (SC), no Kartódromo Tutas Olsen, que hoje recebeu a última das três baterias da competição, bateria esta que oferecia uma pontuação 50% maior que as duas primeiras.

E a primeira decisão já levou muita emoção aos presentes no kartódromo e aos que assistiam os “pegas” pela internet. Logo na largada, nas primeiras curvas, Ricardinho Gracia surpreendeu o pole Pedro Aizza, que vencera as duas provas do sábado, e assumiu a ponta. Gracia abriu uma pequena vantagem, que Aizza descontou para pressionar em busca do título. O paranaense chegou a pressionar, mas não conseguiu passar o paulista Gracia, que recebeu a bandeirada na frente para comemorar o título.

A Júnior, por sua vez, teve menos emoções na luta pelo título. José Muggiati Neto, vencedor das duas provas de ontem, largou na pole e abriu. Aos poucos, porém, José Victor Adami se aproximou e tentou pressionar, mas Muggiati voltou a coordenar as ações e abriu uma boa vantagem mais uma vez. Assim, o paranaense conquistou seu quarto título no Sul-Brasileiro.

A disputa pelo título na Novatos ficou monopolizada por dois pilotos, José Victor Backes e Luiz Otávio Floss. Quem vencesse seria o campeão e os dois ficaram praticamente a corrida toda colados. Quando faltavam cinco voltas, Floss ataco, mas não conseguiu a ultrapassagem. Nesta tentativa ele acabou perdendo terreno e, assim, Backes, que vencera as duas provas de ontem, venceu novamente e garantiu o título.

Na decisão da Mirim muita variação nas diferenças entre Heitor Dall’Agnoll e Lucas Zanella, que lutavam pelo título. Heitor, que venceu as duas de ontem, largou na pole e abriu, mas logo Zanella se aproximou e atacou. Heitor se defendia e abria, mas logo a diferença caía e o ataque de Zanella se repetia. E isso aconteceu por várias outras vezes, mas sem nuca Zanella conseguir assumir a ponta. E assim Heitor Dall’Agnol venceu e conquistou o bicampeonato sul-brasileiro.

Na melhor corrida do Sul-Brasileiro até então, Enzo Marins garantiu seu segundo título no Sul-Brasileiro. A prova foi eletrizante, com muitas e muitas e variações na ponta, exatamente entre Antonella Bassani, Gabriel Moura, Marins e Gabriel Malucelli. A cada momento um novo líder – e um novo campeão –, a ponto de a liderança mudar de mão várias vezes nas últimas voltas. Enfim, uma linda corrida e uma grande decisão entre os pequenos grandes pilotos, com título para o caçadorense Enzo Marins.

Em uma prova muito disputada, a Super Sênior definiu o título a favor de Alexandre Rigon, não sem antes alguns incidentes na pista. Fernando Pastro, vencedor das duas baterias de ontem, liderava com relativa folga quando foi forçado a abandonar. A partir daí, Rigon e Júlio Pires monopolizaram a disputa pelo título, com várias trocas de posição na liderança. Em uma delas, Pires tocou Rigon e passou, partindo para o título. Porém, punido pelos Comissários Desportivos com a perda de uma punição, ele perdeu o título, que ficou com Alexandre Rigon.

Com várias alternativas em seu início, a Graduados teve uma decisão intensa, com várias disputas pelo título, principalmente em suas primeiras voltas. Pedro Gurgacz liderou por muito tempo, até que Henrique Basso, que vinha baixando a diferença, se aproximou. Momentos depois ele assumiu a ponta e partiu para o título – seu segundo no Sul-Brasileiro –, não sem antes termos uma disputa sensacional entre Gurgacz, Gabriel Sereia e Jeam Morlo.

Novamente em uma decisão muito disputada, o campeão da Sênior A foi Daniel Rotta dos Reis, que já havia vencido o Sul-Brasileiro em 2012. O gaúcho venceu a bateria 2 e a 3, exatamente a que dava mais pontos, descartando a bateria 1. Na Sênior B, título para Fernando Tulio, que venceu a terceira bateria, superando especialmente Gonçalo Allage, que havia vencido as duas baterias de ontem e chegava à decisão como o principal favorito.

As últimas três baterias foram reservadas para as F4, divididas – e largando separadas – em Graduados, Sênior e Super Sênior. Na primeira o título ficou para Paulo Rosseti, que abriu sua participação com dois terceiros e carimbou o título com uma vitória na última prova. Gabriel Goetten foi o campeão da F4 Sênior, que fez campanha semelhante: um 2º e um 3º e uma vitória na prova mais importante. Por fim, Ronaldo Riedi, que parecia ter suas esperanças de título acabadas quando não marcou pontos na segunda prova, somou um segundo e a vitória na última prova para ser o campeão da F4 Super Sênior.

MIRIM
1 Heitor Dall’Agnoll – 27,5 pontos
2 Lucas Zanella – 22,5
3 Gabriel da Silva – 20
4 Luís Barbieri Filho – 17,5
5 Murilo Gobbi – 16

CADETE
1 Enzo Marins – 24,5 pontos
2 Antonella Bassani – 23
3 Eduardo Araújo – 22,5
4 Waldir Doerner Neto – 21,5
5 Gabriel Moura – 14
6 Gabriel Malucelli – 13
7 Akyu Myasava – 11
7 Dudu Schons – 9,5
9 Thyago Gobbi – 8,5
10 Rafael Vasco – 8
11 Gonçalo Scherer – 3
12 Miguel Leonardi – 1,5

JÚNIOR MENOR
1 Ricardinho Gracia – 25,5 pontos
2 Pedro Aizza – 24,5
3 Mayke Naderer – 20
4 João Pedro Maia – 17
5 Luís Trombini – 16,5
6 Gustavo Gimenez – 14

JÚNIOR
1 José Muggiati Neto – 27 pontos
2 João Pedro Bortoluzzi – 20
3 José Victor Adami – 19
4 Pedro Adami – 19
5 Stefano Marins – 18
6 Pedro Ebrahim – 13
7 João Rodrigues – 10

NOVATOS
1 José Victor Backes – 27,5 pontos
2 Luiz Otávio Floss – 22,5
3 Fernando Dias – 20
4 Bruno Smielevski – 17,5
5 José Matos – 15

GRADUADOS
1 Henrique Basso – 27,5 pontos
2 Gabriel Sereia – 21,5
3 Pedro Gurgacz – 20,5
4 Felipe Oliveira – 18
5 Jeam Morlo – 17
6 Nathaniel Bueno – 16

SÊNIOR A
1 Daniel Rotta – 27,5 pontos
2 Alan Synthes – 24,5
3 Alessandro Xavier – 18
4 André Guidalli – 17
5 Iury Mucelin – 16,5
6 Juliano Rigon – 15,5
7 Eduardo Dieter – 15

SÊNIOR B
1 Fernando Túlio – 24,5 pontos
2 Maico Marques – 22,5
3 Gonçalo Allage – 22
4 Luís Correa – 17
5 Paulo Dias – 16,5
6 Dagnor Schneider – 16

SUPER SÊNIOR
1 Alexandre Rigon – 25,5 pontos
2 Júlio Pires – 22,5
3 Fernando Pastro – 22
4 Robson Olsen – 18,5
5 Doglas Pierosan – 18
6 Cirângelo Knaack – 14,5
7 Everson de Aquino – 14

F4 GRADUADOS
1 Paulo Rosseti – 24,5 pontos
2 Pedro Trevisol – 22
3 Maurício Berezanski – 19
4 Maurício Puttkammer – 18
5 André Fezer – 16,5
6 Lucas Ribeiro – 13,5
7 Henrique Backes – 13
8 Tick Saliba – 11,5
9 Alfredo Granemann – 9,5

F4 SÊNIOR
1 Gabriel Goetten – 25,5 pontos
2 Flaviano Ramos – 23
3 Luciano Tavares – 22,5
4 Jean Piva – 17,5
5 Diego Ramos – 16
6 Alisson Colussi – 14
7 Juliano Bassani – 10,5
8 Rodrigo de Moraes – 9,5
9 Jorge Garcia – 6

F4 SUPER SÊNIOR
1 Ronaldo Riedi – 25,5 pontos
2 Benê Spengler – 21,5
3 Marciano de Oliveira – 19,5
4 Pedro Oliveira – 19
5 Assis Mohamad – 17
6 Marcos Vertuoso – 16,5
7 Nestor Ferens Neto – 14
8 Sílvio Machado – 13
9 Vicente Rando Neto – 13
10 Edson Sorgato – 7

Fonte: Portal Kart Motor | Erno Drehmer - Resultados: Cronospeed

  • Não há comentários cadastrados até o momento!