publicidade
28/05/2016 11:06

Super Kart Brasil 23 encerrou com vitória de Rafael Suzuki na categoria mais rápida do kartismo nacional


Foto: Erno Drehmer

Grigatti, Suzuki e Salas, o pódio da Shifter no SKB 23


Depois de conhecer dois campeões inéditos e de ver um recorde ser aumentado, o Super Kart Brasil encerrou sua 23ª edição na manhã deste sábado (28) exatamente com a categoria que deu origem a este que é um dos mais importantes eventos do kartismo nacional. Com 24 karts na pista, a Shifter revelou o último campeão da edição, um piloto de renome no kartismo e no automobilismo brasileiro.

Na tarde da sexta-feira, depois da tomada de tempos e de duas baterias, Marcel Della Coletta venceu na Graduados, ampliou o número de títulos conquistados e, com sete, firmou-se ainda mais na privilegiada posição de maior vencedor do Super Kart Brasil. Na Júnior e na Cadete, Pedro Lopes e João Victor Camargo foram os campeões e conquistaram seu primeiro título na história do SKB, criado em 2010 por sete dos maiores nomes do kartismo brasileiro.

Na manhã deste sábado os pilotos da Shifter foram à pista para sua tomada de tempos, dominada por Murilo Della Coletta. Disputado em bateria única, o título do Super Kart Brasil 23 ficou com Rafael Suzuki, que atualmente compete na Stock Car e que, assim, comemorou sua primeira conquista no evento.

“No começo eu estava bem, tentei uma ultrapassagem sobre o Gaetano Di Mauro, ele se defendeu muito bem e eu acabei caindo para sétimo ou oitavo. Aí veio aquela chuvinha e, com um kart muito bom, eu pensei: agora vou para o tudo ou nada”, relembra Suzuki. “Achei os pontos de boa aderência e consegui ir passando um a um até assumir a ponta e vencer. Foi muito bom, há cerca de oito anos que eu não corria de Shifter, treinei bastante e agora é comemorar e agradecer ao pessoal da Tony Kart pelo ótimo chassi. Estou com um bom ritmo na Stock, me manter na ativa é muito importante e conquistar um título no SKB, que ‘bateu na trave’ algumas vezes, é motivo de muita satisfação”, completou.

O Super Kart Brasil, disputado de forma conjunta com a Copa São Paulo Granja Viana e organizado pela Liga Paulista de Automobilismo (LPA), tem apoio de MagiFlux, Notiluca, AMK Viagens, Paralego Racing, DDirani, Ibea Brasil, Ital Sistem, JB Kart Parts, RC Parts e TM Racing.

O SKB é apoiado pela Associação Racing – A Associação Racing é uma associação civil sem fins lucrativos, cujo objetivo é promover e auxiliar no desenvolvimento de pilotos de competição, além de desenvolver regras e métodos para a prática do kart no Brasil.

Confira o resultado final da Shifter:
1 Rafael Suzuki – 24 voltas – 20:27.119
2 Bruno Grigatti – a .837
3 Guilherme Salas – a 2.974
4 João Rosate – a 5.803
5 Murilo Della Coletta – a 7.089
6 Renato Russo – a 9.333
7 Beto Monteiro – a 13.221
8 Wagner Ebrahim – a 13.810
9 Waldir Belizário – a 14.307
10 Rubens Barrichello – a 22.324
11 Fabiano D´Appollonio – a 30.412
12 Rogério Lalau – a 50.042
13 Beto Cavaleiro – a 1 volta
14 Luís Carvalho – a 1 volta
15 Luís Sousa – a 1 volta
16 Natã Leal – a 1 volta
17 Fábio Mendonça – a 2 voltas
18 Brunno Cunha – a 12 voltas
19 Roberto Lazarini – a 15 voltas
20 Jorge Borelli – a 15 voltas
21 Leonardo Lamelas – a 23 voltas
D Gaetano Di Mauro
D Christian Bartz
D Adriano Amaral

Fonte: KG COM Assessoria de Comunicação

  • Não há comentários cadastrados até o momento!