publicidade
23/06/2022 11:33

Indicado pela CBA, Gabriel Sano somou aprendizado na 2ª etapa do Troféu Academy na Itália


Foto: Eduard Cartana

Gabriel Sano


Mais uma etapa de muito aprendizado para o paulista Gabriel Sano, de 13 anos, que foi indicado pela CBA para representar o país na edição de 2022 do Troféu Academy da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Sano conquistou sua vaga ao vencer o Campeonato Brasileiro do ano passado na Júnior Menor e ganhou a oportunidade de estrear no kartismo europeu. No mês passado o piloto correu a primeira etapa do Troféu Academy da FIA na Bélgica e, no último final de semana, participou da segunda etapa em Cremona, na Itália.

Cinquenta pilotos de todo o mundo estiveram na pista italiana. A etapa foi vencida pelo colombiano Matias Orjuela.

Sano relatou muitas dificuldades em virtude do forte calor, mas mais uma vez destacou a importância do aprendizado. O brasileiro ficou na 41ª posição após as baterias classificatórias e não conseguiu passar para a final. O melhor resultado do piloto foi um 16º em uma das baterias entre os grupos.

“Estava muito quente, o que deixou a pista em condições nunca vistas antes. Até os pilotos que já estavam acostumados a correr em pista emborrachada sentiram dificuldades. Infelizmente, o calor era tanto que quase não consegui treinar. Dos três treinos de 20 minutos, passei mal em dois, mas até a corrida consegui me acostumar um pouco”, contou Sano.

“A pista é muito difícil e tem poucos pontos de ultrapassagem e, com a borracha extrema, acabou ficando mais difícil me manter no trilho. Não consegui ter um bom desempenho nas classificatórias, mas com certeza vou levar muito aprendizado dessa etapa”, completou o jovem piloto.

A terceira e última etapa da competição está marcada entre os dias 1º e 4 de setembro, em Le Mans, na França.

Criado em 2010, o Troféu Academy da FIA tem como objetivo revelar novos talentos, reunindo cerca de 50 pilotos do mundo todo, com idades entre 12 e 14 anos e indicados pelas entidades do automobilismo de cada país.

Estrelas da Fórmula 1 atual, como Charles Leclerc, George Russell e Esteban Ocon já passaram pela competição. Para garantir a igualdade na disputa, todos os equipamentos (chassis, motores e pneus) são idênticos, abrindo espaço para o talento dos pilotos aparecer na pista.

Fonte: FG COM / Assessoria de Comunicação CBA

  • Não há comentários cadastrados até o momento!