publicidade
16/05/2022 16:49

Lucas Staico marcou a pole position e conquistou pódio na rodada de abertura da Fórmula 4 Brasil no Velocitta


Foto: Renato Mafra

Lucas Staico


Nova sensação do automobilismo brasileiro, a Fórmula 4 Brasil estreou no último final de semana no Autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu (SP), com um grid composto exclusivamente por pilotos de kart que fazem sua transição para os autódromos. Com vinte títulos no kartismo em seu currículo – dentre eles dois sul-americanos, um brasileiro e três na Copa Brasil –, o mineiro Lucas Staico (Black Táxi Aéreo | AGV Projetos e Construções) foi um dos pilotos que disputou a histórica etapa de abertura da Fórmula 4 Brasil.

Piloto da equipe TMG Racing, comandada por Thiago Meneghel, Lucas Staico teve seu primeiro contato com um carro da Fórmula 4 Brasil na última quinta-feira (12) ao percorrer cerca de 20 voltas no circuito de 3.493 metros do Autódromo Velocitta.

Na sexta-feira, depois de dois treinos um pouco mais longos, Lucas Staico partiu para a tomada de tempos animado pelos bons resultados obtidos. “Fui líder em um treino e segundo em outro, o que mostrou que estávamos no caminho certo”, relembra Staico, 17 anos.

A tomada de tempos comprovou o bom trabalho conjunto de Staico e da TMG Racing, quando o piloto mineiro conquistou a pole position para a corrida de domingo ao marcar a melhor volta. A segunda melhor volta, por sua vez, determinou que Lucas Staico largaria em segundo na primeira prova, disputada no sábado.

Logo após a largada da primeira corrida, ainda na segunda curva, Lucas Staico (Black Táxi Aéreo | AGV Projetos e Construções) foi abalroado por um concorrente e perdeu a asa traseira, o que causou seu abandono imediato. Na segunda corrida, largando em 15º e último exatamente por conta deste abandono, o piloto da TMG Racing deu um show de ultrapassagens ao superar 10 concorrentes em apenas 10 voltas para receber a bandeirada em quinto.

Na terceira corrida, no domingo, largando na pole position, Lucas Staico foi superado na freada da primeira curva e caiu para a segunda posição. A partir daí o piloto de Belo Horizonte tratou de ficar próximo ao líder – sempre um pouco mais de 1 segundo – para atacar mais tarde, quando os pneus estivessem na temperatura adequada. Nas últimas voltas, mais rápido que o concorrente, Staico aproximou-se bastante, mas, quando estava a menos de 0,5 segundo, foi surpreendido pela intervenção do Safety Car.

Na relargada, a duas voltas do final, Lucas Staico tentou um ataque definitivo ao líder na frenagem da curva 1, mas com pneus mais frios por conta da baixa velocidade durante as voltas lideradas pelo carro de segurança, não obteve sucesso na sua investida. Depois, já sem condições para um novo ataque, recebeu a bandeirada em 2º, seis décimos de segundo atrás do vencedor, a menor diferença entre os dois primeiros colocados nas três provas.

Encerrada a primeira rodada tripla da Fórmula 4 Brasil, Lucas Staico é o quarto colocado na tabela de classificação mesmo sem marcar pontos na primeira corrida, enquanto nas duas primeiras posições estão pilotos que competem na Fórmula 4 Italiana ou Fórmula 4 Espanhola.

“Fiquei triste pela primeira prova, pois tive que abandonar e sei que eu poderia ter marcado pontos”, lamenta Lucas Staico. “Mas estou muito satisfeito com meu desempenho nas duas corridas seguintes. Fiz dez ultrapassagens na segunda prova e no domingo pude lutar de forma direta pela vitória. Marquei pontos muito importantes em uma luta pelo título que está apenas começando e me sinto fortalecido para a segunda etapa. Agradeço à equipe pelo ótimo trabalho e aos meus patrocinadores Black Táxi Aéreo e AGV Projetos e Construções por me permitirem participar da Fórmula 4 Brasil”, finalizou.

Para conhecer mais sobre os patrocinadores de Lucas Staico, acesse @blackaviacao e @agvprojetoseconstrucoes no Instagram.

Fonte: KG COM Assessoria de Comunicação

  • Não há comentários cadastrados até o momento!